segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

António Osório

AQUELE PONTO

Ao lado esquerdo
na sua galáxia
aquele ponto
quase microscópico
que voa
e a que chamam Terra


COMETA

Caminhada
fulminante
de cauda de pavão
ressurge
o cometa de Donati.

Porque não volta
também Donati?


O LEÃO

Ali, exíguo,
esperando
no Palácio das Feras.
Cristão
na sua catacumba.

Um nobre silêncio.

A própria sombra
o não perturba.

Nem o desejo
contemplativo de renascer.

É um buda, decrépito


OS PIRILAMPOS

Em Junho
chegada a noite
acendem no ventre
o seu farol.

Não tem mistério:
bolsa solar,
a deles, amáveis
guardas-nocturnos.


ANTÓNIO OSÓRIO
planetário
e zoo dos homens
colecção forma

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial