quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

LEONARDO GANDOLFI


poema


a)


Como se o aceno contrastasse com a chuva
gota a gota a demora vai executando
um exercício solo com o que desce
Próximo e prestes alguém vem com as palavras

Preso às unhas
grãos de areia ou espera


*

A emulsão da sede
e de outros líquidos
boiando há muito pelas mesmas coisas
Perto daqui uma criança cai
da bicicleta e se converte na lembrança de quem lê
Pausa

Junto ao lago
a flor é quando e redor da boca


*

O coágulo ao fundo daquilo que fica
conforma-se à matéria do lagarto
e ao seu interior raio de ação
Como contraponto
a criança levanta-se da bicicleta

Em jejum
o lagarto procura na respiração
a sede e o sábado com que abre a flor


*

A água desce cortando em longitude
o miocárdio com os quais se movimentam
tanto o sal como o chão
Desce cortando repetidas vezes
até nela não ter mais duração
a boca

cuja sede encosta aqui

LEONARDO GANDOLFI
http://asescolhasafectivas.blogspot.com/2006/08/leonardo-gandolfi-mencionado-por.html

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial